Mudamos a imagem do blog para homenagear este gesto histórico entre uma manifestante e um policial da Policia Militar.

O Judiciário (MPF), as ongs CIMI (Conselho Indigenista Missionário) e Survival International, o Conselho Mundial de Igrejas (CMI) e demais picaretas se uniram para praticarem a picaretagem indigenista. O povo do Vale do Araguaia e os guerreiros do Posto da Mata (Suiá Missu) se uniram para defenderem o Brasil. Um herói, vestido de maneira simples, e desarmado, avança contra vários soldados federais pesadamente armados. Seu heroísmo marcou a ação da picaretagem indigenista: um homem só, trabalhador, enfrentando o maior aparato militar já montado neste país pelos picaretas do judiciário, CIMI, CMI e Survival international. É por este motivo que seu ato é retratado no logo deste site: um homem, só, enfrentando a canalhice indigenista de norte americanos, brasileiros (indigenistas sem carater, vendidos à estratégia das grandes potencias), ingleses, noruegueses, alemâes, canadenses, italianos e etc. Um homem só enfrentando a canalhice deste mundo. Esta é a tônica deste site: um homem só enfrentando o mundo. Esta luta não é para muitos, é para os poucos que não foram contaminados pelo politicamente correto, que não tiveram seus valores relativizados pelo gramscismo que impera em toda a sociedade brasileira.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.
Você se pergunta porque os povos do mundo estâo em guerra em busca de seus direitos. Povos, raças, grupos de todos os matizes, todos estâo lutando com unhas e dentes por seus direitos. Em 1964 um ministro norte americano, William Branham, chegou a uma conclusâo, na qual o Resistencia Suiá Missu concorda: as cartas em apocalipse (2-3) às Igrejas da Ásia eram proféticas e se referiam a períodos de tempo pelo qual a igreja passaria e segundo o ministro, a ultima carta, a de Laodicéia, representaria esta era moderna na qual vivemos. Até o nome se encaixa na luta dos povos por direitos: Laodicéia - Direito dos Povos. Quando vocês veem o povo nas ruas, manifestando-se, lembre-se - estamos vivendo a ultima era da igreja: Era de Laodiceia, que significa a Era dos Direitos dos Povos

Arquivo do blog

Resistencia Suiá Missú

quinta-feira, 13 de junho de 2013

Gilberto Carvalho é convocado pelos deputados para explicar as fraudes na demarcação da Marãiwatsédé

Por Leandro Lima 
Numa das mais concorridas sessões, a Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (Capadr) da Câmara Federal aprovou hoje (12/6), por 25 favoráveis e 10 contrários,  a convocação do ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho.  Autor do requerimento da convocação, o deputado Luis Carlos Heinze (PP/RS), presidente em exercício da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), disse que o objetivo da presença do ministro é buscar explicações do governo sobre as fraudes nos processos de demarcação e ampliação de terras indígenas e quilombolas no país.

Durante a votação, os deputados do Partido dos Trabalhadores (PT) obstruíram a sessão, (depois recuaram)  e tentaram postergar o debate ou transformar o pedido em convite. Tal proposta, porém, não foi aceita pela bancada ruralista, que, mobilizada pela FPA, esteve presente em peso a sessão, presidida pelo deputado Moreira Mendes (PSD-RO) integrante da FPA. Dessa forma, a convocação foi inevitável. O ministro Gilberto Carvalho tem 30 dias para agendar o seu obrigatório comparecimento.

Segundo Heinze, a FPA formada por mais de 200 deputados e senadores de diferentes partidos, é um canal de representatividade da agropecuária no Congresso Nacional, não importa o governo, o que se busca é o interesse da agricultura e do desenvolvimento econômico e social. De acordo com o parlamentar, neste momento, para a FPA, a questão mais urgente é a indígena. “Estamos lutando para que o direito de propriedade tenha validade no Brasil, pois o País, o setor produtivo rural não pode ficar a mercê deste tipo de insegurança jurídica”.

O deputado federal Alceu Moreira (PMDB/RS), autor da CPI da FUNAI/INCRA, lembrou que a tensão envolvendo as demarcações chegou a todos os limites. O deputado enumerou uma série de fraudes, todas encaminhadas em mais de uma oportunidade ao governo, e sem resposta. Recorda-se que em abril a ministra Gleisi Hoffmann, da Casa Civil, prestou esclarecimentos sobre a posição do governo nessas demarcações. Foram cerca de sete horas de reunião, uma das mais longas já promovidas pela Capadr.

Mobilização

Articulada pela FPA, a grande mobilização nacional acontecerá das 9h às 14h desta sexta-feira, organizada nos estados pelas Federações de Agricultura.  Dois lemas se destacam nessa manifestação: “Onde tem justiça, tem espaço para todos” e  “Deixem o Brasil produzir em paz”. A intenção da FPA e das entidades rurais é sensibilizar o governo e a sociedade brasileira da importância da paz no campo para a produção de alimentos.

Fonte: Portal Olhar21
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Hino de Resistência e PAZ pela Suiá Missu!!!

As armas estavam nas mãos de policiais brasileiros, mas a estratégia de desintrusão foi tomada nos salôes da ONU, palacios europeus de governo e Casa Branca por canalhas norte americanos, canadenses, ingleses (Principe Charles, dono da ong Survival international), sacerdotes católicos e protestantes do Conselho Mundial de Igrejas e indigenistas brasileiros sem carater