Mudamos a imagem do blog para homenagear este gesto histórico entre uma manifestante e um policial da Policia Militar.

O Judiciário (MPF), as ongs CIMI (Conselho Indigenista Missionário) e Survival International, o Conselho Mundial de Igrejas (CMI) e demais picaretas se uniram para praticarem a picaretagem indigenista. O povo do Vale do Araguaia e os guerreiros do Posto da Mata (Suiá Missu) se uniram para defenderem o Brasil. Um herói, vestido de maneira simples, e desarmado, avança contra vários soldados federais pesadamente armados. Seu heroísmo marcou a ação da picaretagem indigenista: um homem só, trabalhador, enfrentando o maior aparato militar já montado neste país pelos picaretas do judiciário, CIMI, CMI e Survival international. É por este motivo que seu ato é retratado no logo deste site: um homem, só, enfrentando a canalhice indigenista de norte americanos, brasileiros (indigenistas sem carater, vendidos à estratégia das grandes potencias), ingleses, noruegueses, alemâes, canadenses, italianos e etc. Um homem só enfrentando a canalhice deste mundo. Esta é a tônica deste site: um homem só enfrentando o mundo. Esta luta não é para muitos, é para os poucos que não foram contaminados pelo politicamente correto, que não tiveram seus valores relativizados pelo gramscismo que impera em toda a sociedade brasileira.

Vídeos Resistencia Suiá Missú

Loading...
Você se pergunta porque os povos do mundo estâo em guerra em busca de seus direitos. Povos, raças, grupos de todos os matizes, todos estâo lutando com unhas e dentes por seus direitos. Em 1964 um ministro norte americano, William Branham, chegou a uma conclusâo, na qual o Resistencia Suiá Missu concorda: as cartas em apocalipse (2-3) às Igrejas da Ásia eram proféticas e se referiam a períodos de tempo pelo qual a igreja passaria e segundo o ministro, a ultima carta, a de Laodicéia, representaria esta era moderna na qual vivemos. Até o nome se encaixa na luta dos povos por direitos: Laodicéia - Direito dos Povos. Quando vocês veem o povo nas ruas, manifestando-se, lembre-se - estamos vivendo a ultima era da igreja: Era de Laodiceia, que significa a Era dos Direitos dos Povos

Arquivo do blog

Resistencia Suiá Missú

terça-feira, 21 de maio de 2013

Hilário: Igreja Católica financia o roubo de propriedades rurais de...católicos. É o fim mesmo

Cimi financia invasão de Terras: Documento da Funai prova que Cimi financia invasões de terras no Brasil

Clique na Imagem para ver ampliada
Um documento oficial da Funai, postado pelo Movimento Confisco Não!, comprova que o Conselho Indigenista Missionário (Cimi) financiou invasões de terras do Brasil. No documento, datado de 17 de dezembro de 1998, um funcionário da Funai relata ao seu superior que um tal Dr. Moarcir, ligado ao Cimi, entrogou a um tal Dom Quetito a quantia de R$ 1.500,00 para custear a alimentação dos indígenas na invasão de quatro fazendas na região do Serro-Marangatu, uma área na fronteira entre Brasil e Paraguai, no município de António João, no Mato Grosso do Sul, identificada e delimitada pela Funai como sendo terra indígena pertence à etnia kaiowa.

A região do Serro Marangatu foi ocupada por não índios titulados e incentivos pelo Governo vargas nos anos 40 do século passado. Com a ascensão de Getúlio Vargas a partir de 1930, o Estado brasileiro passou a priorizar a nacionalização das fronteiras. A política estatal caminhou no sentido de promover a intensificação do povoamento não índio, naquele que chamou de "espaço vazio". Nesse contexto, a área foi oficialmente distribuída a não índios, que, de boa fé, se encarregaram de implantar fazendas destinadas a atividades agropastoris. Depois da invasão financiada pelo Cimi a funai criou a terra indígena para índios Guarani, a maioria vindos do Paraguay como o próprio Dom Quetito citado no documento.


O Conselho Indígenas Missionário é uma organização ligado à igreja católica, vinculado à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil - CNBB. Foi criado pela CNBB no ano de 1972 com o objetivo de lutar pelo direito dos povos indígenas. É formado hoje por cerca de 400 missionários divididos 112 equipes. O Cimi organizou 11 Regionais distribuídos pelo país e um Secretariado Nacional localizado em Brasília. A instância máxima é a Assembléia Geral que se realiza de dois em dois anos. A Diretoria é composta pela Presidência (Presidente, Vice Presidente e dois Secretários) e pelos 11 Coordenadores regionais. Através dessa estrutura, o Cimi oferece apoio e assessoria jurídica, antropológica e de comunicação.

Em todas os conflitos fundiários envolvendo índios há sempre um agente do Cimi. No último sábado a Polícia Federal apreendeu equipamentos de um suposto jornalista da instituição entre os índios terena que invadiram a Fazenda Buriti, no Mato Grosso do Sul. Por meio de nota oficial, a Polícia Federal afirmou que uma solução pacífica para o litígio na Fazenda Buriti não foi possível "especialmente em razão da presença de indivíduos estranhos à comunidade indígena, que se apresentaram como sendo representantes do CIMI, apontados pelos próprios indígenas como os motivadores do agravamento da ocupação e os estimuladores da desobediência à ordem judicial vigente".

A influência do Cimi vai muito além do que se pode imaginar a princípio. O Sr. Paulo Maldos, que coordenou a expulsão dos produtores rurais da antiga Fazenda Suiá-Missu, foi assessor do Cimi e é ex marido da atual presidente da Funai, Marta Azevedo. Paulo Maldos ocupa o primeiro escalão da Presidência República.

Não há na site do Cimi qualquer informação sobre a origem dos recursos que financiam a instituição.


Fonte: Questão Indigena


Comentário do Blog da Resistencia Suiá Missu

Já disse e volto a repetir: os católicos, aqueles verdadeiros, que seguem a Cristo e não a Joseph Stálin, tem que exigir mudanças na organização comunista CNBB. Estes católicos verdadeiros estão sendo roubados e seus bens entregues a pagãos, tudo para satisfazer a sanha dos comunistas disfarçados de padres e bispos, sob comando da entidade comunista conhecida como CNBB. Cadê os católicos verdeiros para se manifestarem contra esta sacanagem contra produtores rurais católicos? Ate´quando vocês permitirão que comunistas disfarçados de sacerdotes voz roubem?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Hino de Resistência e PAZ pela Suiá Missu!!!

As armas estavam nas mãos de policiais brasileiros, mas a estratégia de desintrusão foi tomada nos salôes da ONU, palacios europeus de governo e Casa Branca por canalhas norte americanos, canadenses, ingleses (Principe Charles, dono da ong Survival international), sacerdotes católicos e protestantes do Conselho Mundial de Igrejas e indigenistas brasileiros sem carater